RÁDIO LPM 97.5 FM

Current track

Title

Artist


‘Ninguém aqui é idiota’, diz Anitta após marca fazer post sobre treta com Pabllo Vittar

Written by on 07/08/2019

Anitta pistolou após uma publicação nas redes sociais da Serasa, serviço de crédito que grande parte dos brasileiros conhece bem.

Nesta terça-feira (6), um post no Instagram da empresa fez referência à briga da funkeira com Pabllo Vittar. “Devendo 70 mil dólares para uma cantora?”, diz a imagem publicada, que foi acompanhada da legenda: “Usou o cartão da amiga para pedir um jatinho e não conseguiu pagar?”.

A brincadeira foi interpretada pelos fãs de Anitta como uma menção ao episódio dos valores gastos no clipe “Sua Cara”, parceria com Major Lazer e Pabllo Vittar. Em 2017, um áudio em que Anitta questionava se era pão-dura após ter gastado US$ 70 mil na produção vazou na internet.

A amizade das duas ficou abalada desde então, e piorou após Pabllo brincar com a situação no carnaval deste ano. “Estou devendo 70 mil dólares, amor!”, disse a drag queen durante um bloco, em São Paulo.

Ao ver a publicação, Anitta respondeu com textão desabafando que o tom foi de mau gosto. “Agradeço por lembrarem de mim e do meu trabalho. Mas acho muito triste fazer piada com um assunto que é o pesadelo diário de tantos brasileiros. (…) Ninguém aqui é idiota pra não saber a referência aos boatos envolvendo meu nome e de outra cantora”, escreveu a funkeira.

“Nunca disse que ninguém me deve dinheiro. Meu áudio foi um desabafo por ter sido chamada de pão dura quando na verdade eu estava era fazendo das tripas coração pra fazer um projeto caro acontecer e dar certo como sempre faço. Jamais divulgo publicamente minhas decepções com as pessoas”, continuou.

“Qualquer pedido de desculpas sobre algumas coisas valeriam muito mais de que qualquer dólar”, alfinetou Anitta sobre Pabllo. Por fim, a cantora ainda desabafou sobre a empresa em si. “Não acho divertido fazer piada. Meu pai e minha mãe tiveram problemas com Serasa durante toda a minha adolescência e eu chorava diariamente por medo de perder as pouquíssimas coisas que tínhamos.”

Fonte: Jovem Pan